quarta-feira, novembro 29, 2006

Bombeiros Voluntários da Vidigueira

Um fogo deflagrou num monte alentejano.
Os bombeiros foram imediatamente chamados ao local, mas o fogo estava cada vez mais forte e os bombeiros não conseguiam dominar as chamas.

A situação já estava a ficar fora de controlo, quando alguém sugeriu que
se chamassem os Voluntários da Vidigueira.
Apesar de alguma dúvida quanto às capacidades e equipamento dos
Voluntários, seria mais uma forma de auxílio. E assim foi.

Os Voluntários chegaram num camião velho, desgastado pelos anos e
operações de combate. Passaram em grande velocidade e dirigiram-se em linha recta para o centro do incêndio! Foram mesmo até ao meio das chamas e pararam. Estupefacta, a população assistiu a tudo. Os Voluntários saltaram todos para fora do camião e começaram a pulverizar
freneticamente em todos os sentidos. Como estavam mesmo no meio do fogo, as chamas dividiram-se e restaram apenas duas porções, facilmente controláveis.

Impressionado com o trabalho dos Voluntários da Vidigueira, o dono do
monte respirou de alívio quando viu a sua herdade ser poupada à devastação das chamas. Sem hesitar, pôs as mãos na algibeira e passou imediatamente um cheque de 5000 euros à corporação voluntária.

Um repórter do jornal local perguntou logo ao comandante dos bombeiros:

- 5000 euros! Já pensou o que vai fazer com esse dinheiro?

- Penso que é óbvio, não é? - responde o Comandante ainda a sacudir a cinza do capacete. A primeira coisa que vamos fazer é arranjar a merda dos travões do auto-tanque!

enviado por e-mail pelo Pedro Duque

quinta-feira, novembro 23, 2006

Teru TT nas 24h de Fronteira 2006

Uma das grandes novidades é a (há muito esperada) confirmação de participação nesta prova de um dos grandes pilotos nacionais do momento; um homem com M grande que consegue, de forma verdadeiramente única e invejável, impor andamentos vertiginosos quaisquer que sejam as condições do terreno, quer em quad (Yamaha Raptor 700, preparada pela Erlly Motos) quer em jipes, e debitar as maiores loucuras algumas vez imaginadas, em simultâneo, de forma contínua e ininterrupta!
Um verdadeiro profissional, sem o ser! Ainda melhor que o Moxo. Aliás, talvez ao mesmo nível, a julgar pelas fotos. Falamos, é claro, do conhecido Mário Rodrigues (Leituga para os amigos).


Leituga


Moxo

Este ano, Mário Rodrigues apresenta-se na liderança de uma Equipa com pilotos de renome, daqueles que toda a gente conhece, ou pelo menos já ouviu falar. Referímo-nos, claro está, a Tiago Alexandre, Rui Marques (aquele muita variado, de Mação) e Luis Matos (sem de).

Segundo Mário Leituga, o principal objectivo da equipa para esta prova é " (...)
terminar a prova em primeiro lugar, mas duas a três horas antes dos outros, que é para termos tempo de arrumar tudo, dar uma lavadela no jipe, comer uma bucha e arrancar para o terródromo de Arraiolos onde vai estar a imprensa em peso à nossa espera para batermos, não só o record de velocidade da pista, como também a volta mais rápida".

Com vários milhões de dólares investidos na máquina, preparada em conjunto com a Erlly Motos , o motor do Nissan Terrano "
vai estar durante toda a prova a ser monitorizado via internet por uma empresa no States, o que garante uma afinação a nível do pino da grampôla e de coordenação dos limpa pára-brisas, perfeita para cada momento".


Impressionante... estou sem palavras... abesbíblico... putrefacto, diria mesmo...
A equipa chama-se Teru TT. Um nome que vai, seguramente, ficar na História.

__________________

Pilotos/Concorrentes de Ponte de Sor

Equipa nº 43 - Teru TT : Mário Rodrigues, Tiago Alexanfre, Rui Marques e Luis Matos em Nissan Terrano, categoria C

Equipa nº 63 - Miguel Espírito Santo : Luis Espírito Santo, Miguel Conceição (o rei do Carvão), Pedro Branco e Paulo Sousa (o amigo Barradas) em Lada Niva, categoria C; uma equipa que promete bastante e que vai ter, com toda a certeza, a box mais animada do recinto

Equipa nº 64 - Fernando Rodrigues : Fernando Rodrigues (o nosso Branco, piloto com MUITA experiência e único EM TODO O MUNDO a ter participado em todas, todas as Bajas de Portalegre! E já vão vinte!), Tiago Rodrigues (o filho), Hilário Dias e NN, em Lada Niva, categoria C

Equipa nº 65 - Vitor Belejo : Vitor Belejo, Rui Nobre, Artur Vilhais e Paulo Lopes, em Nissan Q (L) 140, categoria B

Ainda em destaque, embora não sendo propriamente de Ponte de Sor (Benavila), o nosso bem conhecido e muito querido Armindo Neves, piloto sempre espectacular, num Nissan Micra, categoria B


O Team Xanfre Racing deseja a todos boa sorte e que revejam os conselhos dados por nós o ano passado para as 24h de Fronteira 2005

Beijinhos e abraços,
TX Racing
www.teamxanfre.com


24h TT Fronteira 2006



"A Vila de Fronteira vai novamente ser palco de uma das mais míticas provas do panorama automobilístico nacional.

No próximo fim-de-semana, dias 24 a 26 de Novembro, a nona edição das sempre animadas 24 Horas TT Vodafone - Vila de Fronteira, com a promessa de mais uma forte dose de surpresas e emoções que irão certamente fazer as delicias dos milhares de espectadores que se deslocam religiosamente a esta vila alentejana.

Este ano com uma lista que ultrapassa as 70 equipas inscritas, esta grande festa da competição automóvel volta a marcar o final da temporada do Todo-o-Terreno nacional. Como tem acontecido em anos anteriores, a popularidade deste evento atraiu também uma mão cheia de concorrentes estrangeiros, incluindo os pilotos do Campeonato de Endurance de França que trazem de novo a Portugal os seus espectaculares Buggies 4x4.

Entre as equipas inscritas destacam-se entradas como a da tripla Michele Salvatore/Phillipe Wambergue/Thierry Charbonnier, vencedora da edição deste ano das 24 Horas de Paris, assim como a da equipa Endurance Poletti, da edição do ano passado das 24 Horas TT Vodafone/Vila de Fronteira.

Destaque também para a formação de Bruno Picard, Morgan Picard e Benoit Rousselot (campeão francês de ralis) que trazem a Portugal um protótipo Subaru, com base no Forester, e para a equipa de Mário Andrade, vencedora das 24 Horas TT/Vila de Fronteira de 2004.

Prova de características únicas, as 24 Horas TT Vodafone/Vila de Fronteira voltam a ser o cenário da decisão do Troféu RTP Todo-o-Terreno.

Recorde-se que os resultados desta competição reflectem as melhores classificações dos participantes nos eventos levados a cabo pelo ACP/Clube Aventura: Vodafone Rali Transibérico, Baja Anta da Serra 500 Portalegre e as 24 Horas TT Vodafone. Os 120 pontos atribuídos à equipa vencedora em cada um destes eventos, somados aos 20 atribuídos apenas pela participação, significam que na verdade qualquer um dos primeiros 23 concorrentes na tabela classificativa pode emergir de Fronteira com o título de campeão."



PROGRAMA (provisório)

23 Novembro

* 17h00 / 20h00 Verificações Administrativas e Técnicas (facultativas)

24 Novembro

* 08h00 / 11h00 Verificações Administrativas e Técnicas
* 14h00 / 18h30 Treinos Cronometrados

25 Novembro

* 08h30 / 09h30 Warm Up
* 11h30 Partida das 24 Horas TT Vodafone

26 Novembro

* 11h30 Chegada das 24 Horas TT Vodafone
* 14h00 Distribuição de Prémios


IMPORTANTE: Afaste-se da pista! Não invada a propriedade privada!
Não deixe lixo! Tudo pelo futuro da prova!




Cumprimentos,

Team Xanfre Racing
www.teamxanfre.com

quarta-feira, novembro 22, 2006

Mas isto é o quê?

Sorte?


Este nem o Cabo Paio o apanhava!

segunda-feira, novembro 20, 2006

KTM Offroad Competition 2007



KTM 125 EXC


KTM 200 EXC








KTM 250 EXC-F


KTM 250 EXC


KTM 450 EXC-Racing


KTM 525 EXC


Este foi para alguém especial, com um grande coração.

sexta-feira, novembro 17, 2006

Quanto a este...

... não digo nada. Vejam. Simplesmente. Aqui

quarta-feira, novembro 15, 2006

Yamaha R1 2007

Apresentação oficial TXRacing






Motor

Tipo: 4 tempos, inclinado para a frente, cilindros paralelos, 16 válvulas, DOHC
Refrigeração: Refrigeração liquida
Cilindrada: 998cc
Diâmetro X Curso: 77.0 x 53.6mm
Taxa de compressão: 12.7:1
Potência máxima: 132.4kW (180 cv) às 12500rpm
Binário máximo: 112.7Nm (11.5 kg-m) às 10000rpm
Lubrificação: Cárter húmido
Carburador: Injecção de combustível, válvulas secundárias de admissão motorizadas
Embraiagem: húmida, multiplos discos
Ignição: TCI (digital)
Arranque: Eléctrico
Transmissão: 6 velocidades
Transmissão final: Por corrente
Depósito combustível: 18 litros (3.4 litros)
Depósito óleo: 3.83 litros








Chassis


Chassis: Liga de alumínio Deltabox V
Suspensão da frente: Forquilha telescópica, Ø 43mm
Curso susp. dianteira: 120mm
Suspensão traseira: Braço oscilante (Link suspension)
Curso susp. traseira: 130mm
Travão da frente: Duplo disco flutuante, Ø 310mm
Travão traseiro: Disco, Ø 220mm
Pneu frente: 120/70 ZR17M/C (58W)
Pneu trás: 190/50 ZR17M/C (73W)










Dimensões


Comprimento (mm): 2060
Largura (mm): 720
Altura (mm): 1110
Altura assento (mm): 835
Distância entre eixos (mm): 1415
Altura ao solo (mm): 135
Peso a seco (kg): 177 kg








_____________________________

wallpapers:




fonte: www.yamaha-motor.pt e www.yamaha-motor.com