segunda-feira, setembro 25, 2006

Ferrari F430

Introdução



"A nova geração dos Ferrari 8 cilindros nasce com o F430. Este berlinette foi inteiramente realizado graças à preciosa experiência da Gestão Desportiva da Scudaria Ferrari. O fruto deste projecto muito inovador utiliza tecnologias de ponta adaptadas a um uso desportivo na estrada.

Duas destas tecnologias são utilizadas pela primeira vez no mundo num automóvel de elevadas performances: o diferencial de controlo electrónico, concebido pela Ferrari para os monolugares da Fórmula 1 e o comando no volante, denominado "manettino" pelos pilotos da equipa, permitem gerir de maneira simples, rápida e adequada as aplicações electrónicas relativas ao equilíbrio, ao controlo de estabilidade e de tracção, o E-Diff e os tempos de mudança de velocidade da caixa F1.



O motor, de concepção totalmente inédita, possui uma cilindrada de 4308 cc, uma potência de 490 cv e um binário de 465 Nm a 5,250 rpm. As performances são verdadeiramente excelentes: uma aceleração de 0 a 100 km/h em apenas 4 segundos, e uma velocidade máxima superior a 315 km/h. Além da progressão das performances, de forma a assegurar uma maior eficácia aerodinâmica, permitiu aumentar o limiar de apoio de 280 kg à velocidade de 300 km/h.



É igualmente evidente a transferência tecnológica do mundo da F1 para o sistema de travagem incluindo discos de carbono-cerâmica que marca um avanço em termos de melhoria das performances em desaceleração. A caixa de pré-selecção electrónica de tipo F1 diminui para metade os tempos de mudança de velocidade em relação ao 360 Modena.

As novas jantes em liga de 19" polegadas e as suspensões adaptativas são propostas como equipamento de base neste novo Ferrari 8 cilindros concebido para oferecer um excelente nível de performance e um grande prazer ao volante.


Design



As linhas do F430, desenhadas pela Pininfarina em colaboração com Frank Stephenson, responsável do Design Ferrari, são o resultado de uma concepção automóvel fora do comum. Cada pormenor de estilo sublinha a agressividade e os desempenhos de um puro-sangue Ferrari, e respeita as exigências funcionais deste tipo de automóvel. O design foi buscar poucos elementos ao projecto anterior do 360 Modena: resulta um berlinette com uma personalidade ainda mais afirmada e um aspecto mais musculoso.



A face dianteira do F430 é caracterizada por duas entradas de ar de forma elíptica, que canalizam o ar até aos grandes radiadores, encarregados de arrefecer o potente grupo moto-propulsor. O seu design inspira-se do 156 F1, que Phil Hill tinha conduzido à vitória no Campeonato do Mundo de Fórmula 1, em 1961. As extremidades inferiores das duas entradas de ar estão unidas por uma lâmina, que dirige o ar para o fundo plano. Os projectores sobrepostos do F430 são muito compactos, graças à tecnologia de duplo xénon. Luzes acesas, a forma particular dos indicadores laterais, integrados no rebordo exterior do projector, confere relevo ao perfil do automóvel, tornando-a reconhecível, mesmo à noite. As largas entradas de ar situadas em frente das rodas dianteiras canalizam o ar para fora dos radiadores, ao longo das partes laterais do automóvel.



A concepção da retaguarda do novo F430 foi buscar muitos elementos ao Ferrari Enzo. As analogias encontram-se no tipo e na disposição das luzes, realçadas e salientes. Encontramos também semelhanças a nível da conduta de ventilação do motor, que tem no centro o Cavallino Rampante cromado.

Os pormenores exteriores foram concebidos com um rigoroso cuidado. Os retrovisores laterais, por exemplo, com um perfil especial, possuem dois braços que canalizam os fluxos de ar para as entradas de ar do motor. O nome F430 está gravado nas traseiras do retrovisor, do lado do condutor.



Interior



O interior do F430 foi revisitado por forma a optimizar a ergonomia a benefício do condutor. Os conta-rotações estão incluídos num novo quadrante e esta nova concepção, associada à disposição do painel de instrumentos, destaca o cuidado com que todos os principais comandos foram dispostos diante do condutor, no intuito de facilitar a pilotagem. Esta busca da ergonomia inspirou igualmente a tecla «start» e o «manettino» no volante.



O habitáculo inspira-se de uma tecnologia avançada e das matérias utilizadas no universo automóvel, podendo ser personalizado graças a inserções em alumínio ou em fibra de carbono. O habitáculo é mais espaçoso e o conforto dos passageiros, que já era excelente, é reforçado graças à forma mais estreita da consola central, que acolhe a alavanca de mudanças na versão com transmissão mecânica, ou o grupo de comandos F1 na versão com comando no volante. Inúmeras arrumações com um novo compartimento de comando eléctrico nas traseiras dos bancos e uma rede no tablier traseiro. Os bancos foram concebidos por forma a reforçar a sustentação lateral; os assentos eléctricos standard podem ser substituídos, mediante encomenda, pela versão arnês com quatro pontos de fixação (consoante os mercados).



O programa personalizado Carroçaria Scaglietti permite à Ferrari estabelecer um contacto absolutamente único com cada cliente. Este programa oferece aos proprietários do F430 a possibilidade de personalizar o automóvel a partir de uma gama de elementos de corrida, de estilo e de acabamentos de tal forma ampla que as combinações possíveis são quase ilimitadas. No total, a escolha pode efectuar-se entre 16 cores para a carroçaria, 12 tonalidades para os couros e 8 coloridos para os tapetes. As opções personalizadas estão reunidas em quatro famílias: corrida e pista, exterior e cores, ambiente interior e matérias, equipamentos e viagem.


Técnica



O F430 é alimentado por um novo grupo moto-propulsor V8 a 90°, que respeita a concepção tradicional Ferrari da cambota plana com cotovelos a 180°. Este bloco é inteiramente novo e não partilha qualquer elemento com o motor do 360 Modena. As melhorias em termos de performance, de massas e de redução do estorvo resultam da aplicação aos automóveis de turismo da longa experiência acumulada pela Ferrari em F1.



Um dos elementos técnicos que caracteriza o F430 é o diferencial electrónico, baptizado «E-Diff». Esta solução, que desde há muito é utilizada nos monolugares da F1, tem sido desenvolvida e constantemente melhorada, por forma a poder assegurar a transmissão total do binário sobre a estrada, mesmo em situação de fortíssima aceleração transversal. Hoje, o E-Diff é um equipamento standard do F430; é a primeira vez que um automóvel de série adopta uma tecnologia tão avançada, que assegura uma perfeita aderência à estrada. Em pista, o E-Diff garante uma aderência máxima nas curvas, eliminando qualquer derrapagem das rodas.



Tal como em Fórmula 1, o piloto do F430 pode alterar as regulações do automóvel graças ao selector colocado no volante. O «manettino» é um botão rotativo, o mesmo dos carros de corrida, já que a atenção total que o piloto dedica à condução requer comandos extremamente eficazes e de resposta imediata para as diferentes funções. Este selector permite comandar de maneira simples e rápida as regulações electrónicas das suspensões, o dispositivo de controlo da estabilidade e da tracção CST, o E-Diff e a velocidade de passagem das relações da transmissão F1, bem como o conjunto das interacções entre estas funções."

Especificações técnicas


----------------------------------------------

Lindo, não é?

Bons sonhos,
TXRacing

quarta-feira, setembro 13, 2006

Um conselho:

Descubram o que realmente gostam, o que realmente querem e o que realmente vos faz sorrir, corram atrás dos vossos sonhos, trabalhem muito para serem mesmo bons e depois atirem-se de cabeça. Tudo pode mudar com um simples pensamento. Como diz um velho ditado chinês, "Uma grande viagem começa por um pequeno passo". Sejam felizes. Ou pelo menos façam por isso.










Beijinhos e abraços,
pita