quarta-feira, novembro 30, 2005

Lisboa-Dakar até 2008!



Boas notícias para todos o praticantes e amantes do desporto motorizado: o
Dakar, prova mítica do todo-o-terreno mundial, vai partir de Lisboa, pelo menos até 2008!
Pela primeira vez em Portugal, vamos poder sentir de perto o calor dos motores e admirar máquinas e pilotos que apenas estamos habituados a ver na televisão!

A prova começa dia 31 de Dezembro, e de 1 a 14 de Janeiro será feita a travessia de Portugal, Espanha, Marrocos, Mauritânia, Mali, Guiné e Senegal.
Em relação ao percurso em território português, as duas etapas iniciais da prova realizam-se nas zonas do Baixo-Alentejo e Algarve. A primeira etapa entre Lisboa e Portimão e a segunda, já em pleno algarve, parte de Portimão em direcção a Málaga.

Mais pormenores da prova, tais como informações acerca do percurso oficial, etapas, concorrentes, etc., podem ser encontradas aqui.

para recordar: Fotos do Dakar 2005










Beijinhos e abraços,
Team Xanfre



quarta-feira, novembro 23, 2005

24 TT Vodafone 2005



Ponte de Sor irá estar, uma vez mais, bem representada nas 24 horas de Fronteira.Este ano podemos contar com 3 carros e, a julgar pelos anos anteriores, 3 boxes a condizer!

A saber:

nº 67 - Lada Niva - Fernando Milheiras, António Cara d'Anjo, Miguel Conceição e NN;
nº 68 - Nissan Terrano II - Miguel Espírito Santo, João Valente, Mário Rodrigues e Pedro Matos e Silva;
nº 69 - Lada Niva - Fernando Branco, Tiago Rodrigues, Miguel Parreira e Jorge Marques


foto espia do carro nº 68

O Team Xanfre Racing, com três participações na prova até ao momento, todas elas terminadas, aconselha:
  • esticar as mudanças todas até cortar. O motor e as transmições aguentam muito;
  • nunca permitir uma ultrapassagem, seja de quem for;
  • nunca travar antes das ribeiras nem antes do salto;
  • não levar, em ciscunstância alguma, macaco no carro;
  • ter sempre uns cigarrinhos à mão de semear.


Boa Sorte para todos!

Beijinhos e abraços,
Team Xanfre Racing

segunda-feira, novembro 21, 2005

Sony BRAVIA



O anúncio dos novos LCD Sony BRAVIA foi filmado nas ruas de S. Francisco, em Julho passado. Foram usadas 250.000 bolas coloridas durante 3 dias!

O vídeo completo, na resolução mais alta, pode ser visto aqui. São 55Mb... mas são deliciosos! Para veres como foi feito, clica aqui.



Nota: para vizualizar o vídeo do anúncio, poderá ser necessário instalar o Quicktime.

Raptor 700 - o novo animal da Yamaha




Motor

Basta carregar no botão de arranque para “acordar” um motor “animalesco” – a incomparável potência de um motor de 686 cc que pode comandar com a ponta dos dedos. A combinação deste motor com o seu chassis de baixo peso (o Raptor 700 só pesa 180kg) e uma grande diversidade de características inovadoras proporcionam-lhe uma condução ligeira e agressiva como nunca experimentou. Desde percursos de cross-country a alta velocidade até trilhos com curvas e contra curvas, a Raptor 700 R é Rei e Mestre em todos os terrenos. O motor monocilíndrico a 4 tempos confere-lhe as mais altas performances em todas as rotações, enquanto que a transmissão manual de 5 velocidades ( mais marcha atrás ) garante que a potência do motor é bem entregue ás rodas traseiras.


Conforto

A Raptor foi também concebido para proporcionar conforto naqueles longos dias que percorre os trilhos. A avançada suspensão ajustável, com braços superiores a A e manga do eixo são exemplos de como o conforto e maneabilidade foram cuidadosamente estudados. Outros melhoramentos como os travões hidráulicos com pinças de 2 pistões permitem efectuar paragens bruscas e o novo desenho dos pneus permite uma aderência em curva notável. A combinação de força bruta com a maneabilidade significa que não existe nenhum estilo de condução que se pareça com o do Raptor 700.


Injecção de combustível

O motor a 4 tempos monocilíndrico desenvolvido pela Yamaha para o Raptor 700 R está equipado com o mais avançado sistema de injecção de combustível de modo a permitir uma pronta resposta à aceleração. Por isso acelere e siga em frente no seu trilho favorito.




Quadro em alumínio

Um forte mas de baixo peso quadro em alumínio ajuda a melhorar a relação peso-potência para melhorar a maneabilidade.


Motor de grande capacidade

O Raptor 700 tem um grande motor de 686cc com refrigeração liquida, 4 válvulas, SOHC, que proporciona um excelente binário em baixa rotação. Qualquer que seja o terreno, qualquer que seja o obstaculo, o Raptor 700 ultrapassa tudo.


Afinador da corrente com eixo

A Yamaha desenvolveu o afinador da corrente com um eixo excêntrico, uma nova característica concebida para permitir uma mais fácil manutenção da corrente. A corrente é ajustada rodando a manga do eixo excêntrico o que faz com que seja sempre muito fácil manter a tensão certa na corrente.


terça-feira, novembro 15, 2005

Ricardo Leal dos Santos conquista título mundial



Ricardo Leal dos Santos conquistou esta tarde o título mundial de todo-o-terreno ao averbar a segunda posição no UAE Desert Challenge. O piloto português do FHM Desert Quad Team superiorizou-se mais uma vez ao francês Jean Phillipe Caillet, o seu mais directo adversário na Taça do Mundo, terminando a mais importante competição mundial da modalidade com nove pontos de vantagem. À chegada ao Dubai, Ricardo Leal dos Santos estava naturalmente eufórico “e não é razão para menos. Conquistar um título mundial é um passo de gigante que vem coroar toda uma carreira nos Quads da qual me despeço hoje. O próximo Dakar será disputado num 4x4 e, tal como tinha anunciado, esta era a minha derradeira corrida nas motos. Lutei muito ao longo de todo este ano, mas também nos anos anteriores, por internacionalmente levantar bem alto o nome de Portugal e estou muito feliz com este momento de consagração" referiu o piloto português que disputou esta prova aos comandos de uma Yamaha 660 R. “O que menos me agrada é ter tido um adversário que utilizou várias artimanhas para me afastar do título. Tal como anteriormente já aconteceu com o Carlos Sousa em relação ao Schelesser, também o Caillet recorreu antes desta prova de um protesto que fez no Egipto, e que a Federação inviabilizou, com um único sentido de me tentar destabilizar. Não conseguiu e não lhe fica nada bem não saber perder. Na pista ganhei eu e hoje voltei a provar que sou melhor”.


Classificação Final

Auto: 1º Peterhansel/Cottret (Mitsubishi), 19h06m48s; 2º Monterde/Siviero (BMW), 22h09m17s; 3º Al-Helai/Al-Kendi (Chevrolet), 22h51m24s.

Moto: 1º Cyril Despres (KTM), 19h40m47s; 2º Marc Coma (KTM), 19h52m07s; 3º David Casteau (KTM), 20h19m45s.Quad: 1º Al Shamsi (Honda), 27h39m35s; 2º Ricardo Leal dos Santos (Yamaha), 28h13m88s; 3º Jean Phillipe Caillet (Bombardier), 28h34m36s.

Mais classificações e outras informações sobre a prova em www.uaedesertchallenge.com

Campeonato do Mundo (final após 7 provas)

1º Ricardo Leal dos Santos, 115 pontos;
2º J.F. Caillet, 106;
3º C. Declerk, 50.

in www.quadmania.com

sexta-feira, novembro 11, 2005

Finalmente...

Finalmente, assaltaram-me o carro. A ideia já era antiga, concretizou-se sexta-feira, quando tudo acontece. Era comum deixar casacos e valores pessoais (alguns deles impessoais), no banco, mala, etc. Sempre achei que o meu carrinho deveria andar composto caso surgissem visitas inesperadas. Não queria que alguém entrasse janela dentro e encontrasse só uma garrafa semi-violada de óleo para o motor e um triângulo de sinalização. Acharia de muito mau gosto. Enfeitei então a bagageira com um Ipod Nano, carteira com respectivos documentos, casaquinho novo, e tudo o que um bom espectador automobilístico anseia. Deixei toda uma viatura decorada, limpinha, e fui à minha vida, que o Bairro Alto já deambula rouco, de tanto me chamar.Voltei 3 horas depois, pé ante pé, para o caminho ser mais calcado. Esquina dobrada e encontro o meu querido automóvel (que deus o guarde em descanso), com uma fractura exposta no vidro do passageiro. Sorri, gritei ao mundo a felicidade de alguém se ter lembrado de tal simpatia, e depois limpei, nervo a nervo, o puzzle de vidro temperado que jazia no banco. O meu bilhete de identidade, entre muitos outros documentos da mesma entidade, andam de portugal em portugal até sabe deus (e nem mesmo ele) quando. Sexta feira, 4h da manhã, 11 graus, e eu, era o único valente a deslizar uma Marginal de janela aberta. Parte direita do meu corpo paralisou. Aguento-me então com um pulmão, e um braço esquerdo que se têm portado bem que é uma coisinha parva. Hoje, o meu carro têm uma decoração mais minímalista, mas com muito, muito bom gosto.

Bruno Nogueira, in http://corpodormente.blogspot.com

Construir um país

Precisa-se de matéria prima para construir um País

A crença geral anterior era de que Santana Lopes não servia, bem como Cavaco, Durão e Guterres. Agora dizemos que Sócrates não serve. E o que vier depois de Sócrates também não servirá para nada. Por isso começo a suspeitar que o problema não está no trapalhão que foi Santana Lopes ou na farsa que é o Sócrates. O problema está em nós. Nós como povo.
Nós como matéria prima de um país. Porque pertenço a um país onde a ESPERTEZA é a moeda sempre valorizada, tanto ou mais do que o euro. Um país onde ficar rico da noite para o dia é uma virtude mais apreciada do que formar uma família baseada em valores e respeito aos demais. Pertenço a um país onde, lamentavelmente, os jornais jamais poderão ser vendidos como em outros países, isto é, pondo umas caixas nos passeios onde se paga por um só jornal E SE TIRA UM SÓ JORNAL, DEIXANDO-SE OS DEMAIS ONDE ESTÃO.

Pertenço ao país onde as EMPRESAS PRIVADAS são fornecedoras particulares dos seus empregados pouco honestos, que levam para casa, como se fosse correcto, folhas de papel, lápis, canetas, clips e tudo o que possa ser útil para os trabalhos de escola dos filhos ... e para eles mesmos. Pertenço a um país onde as pessoas se sentem espertas porque conseguiram comprar um descodificador falso da TV Cabo, onde se frauda a declaração de IRS para não pagar ou pagar menos impostos.
Pertenço a um país onde a falta de pontualidade é um hábito.
Onde os directores das empresas não valorizam o capital humano.
Onde há pouco interesse pela ecologia, onde as pessoas atiram lixo nas ruas e depois reclamam do governo por não limpar os esgotos.
Onde pessoas se queixam que a luz e a água são serviços caros.
Onde não existe a cultura pela leitura (onde os nossos jovens dizem que é "muito chato ter que ler") e não há consciência nem memória política, histórica nem económica. Onde nossos políticos trabalham dois dias por semana para aprovar projectos e leis que só servem para caçar os pobres, arreliar a classe média e beneficiar a alguns.

Pertenço a um país onde as cartas de condução e as declarações médicas podem ser "compradas", sem se fazer qualquer exame.
Um país onde uma pessoa de idade avançada, ou uma mulher com uma criança nos braços, ou um inválido, fica em pé no autocarro, enquanto a pessoa que está sentada finge que dorme para não dar-lhe o lugar. Um país no qual a prioridade de passagem é para o carro e não para o peão. Um país onde fazemos muitas coisas erradas, mas estamos sempre a criticar os nossos governantes.

Quanto mais analiso os defeitos de Santana Lopes e de Sócrates, melhor me sinto como pessoa, apesar de que ainda ontem corrompi um guarda de trânsito para não ser multado.
Quanto mais digo o quanto o Cavaco é culpado, melhor sou eu como português, apesar de que ainda hoje pela manhã explorei um cliente que confiava em mim, o que me ajudou a pagar algumas dívidas. Não. Não. Não. Já basta.

Como "matéria prima" de um país, temos muitas coisas boas, mas falta muito para sermos os homens e as mulheres que nosso país precisa. Esses defeitos, essa "CHICO-ESPERTERTICE PORTUGUESA" congénita, essa desonestidade em pequena escala, que depois cresce e evolui até converter-se em casos escandalosos na política, essa falta de qualidade humana, mais do que Santana, Guterres, Cavaco ou Sócrates, é que é real e honestamente ruim, porque todos eles são portugueses como nós, ELEITOS POR NÓS. Nascidos aqui, não em outra parte...
Fico triste. Porque, ainda que Sócrates fosse embora hoje mesmo, o próximo que o suceder terá que continuar trabalhando com a mesma matéria prima defeituosa que, como povo, somos nós mesmos. E não poderá fazer nada... Não tenho nenhuma garantia de que alguém possa fazer melhor, mas enquanto alguém não sinalizar um caminho destinado a erradicar primeiro os vícios que temos como povo, ninguém servirá. Nem serviu Santana, nem serviu Guterres, não serviu Cavaco, e nem serve Sócrates, nem servirá o que vier. Qual é a alternativa?
Precisamos de mais um ditador, para que nos faça cumprir a lei com a força e por meio do terror? Aqui faz falta outra coisa.
E enquanto essa "outra coisa" não comece a surgir de baixo para cima, ou de cima para baixo, ou do centro para os lados, ou como queiram, seguiremos igualmente condenados, igualmente estancados....igualmente abusados!
É muito bom ser português. Mas quando essa portugalidade autóctone começa a ser um empecilho às nossas possibilidades de desenvolvimento como Nação, então tudo muda...
Não esperemos acender uma vela a todos os santos, a ver se nos mandam um messias.

Nós temos que mudar. Um novo governante com os mesmos portugueses nada poderá fazer. Está muito claro... Somos nós que temos que mudar. Sim, creio que isto encaixa muito bem em tudo o que anda a nos acontecer: desculpamos a mediocridade de programas de televisão nefastos e francamente tolerantes com o fracasso. É a indústria da desculpa e da estupidez.
Agora, depois desta mensagem, francamente decidi procurar o responsável, não para castigá-lo, senão para exigir-lhe (sim, exigir-lhe) que melhore seu comportamento e que não se faça de mouco, de desentendido. Sim, decidi procurar o responsável e ESTOU SEGURO QUE O ENCONTRAREI QUANDO ME OLHAR NO ESPELHO. AÍ ESTÁ. NÃO PRECISO PROCURÁ-LO EM OUTRO LADO.


Eduardo Prado Coelho - in Público

Faltam 30 dias!



Caros motocas, bttocas, amantes da Natureza, público em geral e afins:
só já têm 30 dias para garantirem a vossa participação no que vai ser o último grande evento do ano. Não sei do que é que estão á espera... Ainda por cima é no Alentejo! Para mais informações, consultem a página do BTTSor.

Cumprimentos,
TX racing

quinta-feira, novembro 10, 2005

Ricardo Leal dos Santos a um passo do título mundial



"Depois da vitória alcançada por Ricardo Leal dos Santos no Rallye dos Faraós, o piloto português está a um passo de trazer para Portugal um importante título mundial. A derradeira e decisiva prova da temporada, que será a ultima prova que o piloto realizará em quad, continua a ter o deserto como palco e será disputada a partir de amanhã dia 9 e até 14 de Novembro, nos Emiratos Árabes Unidos.

Aos comandos de uma Yamaha 660 R, Ricardo Leal dos Santos apostou esta temporada na Taça do Mundo do Mundo de Ralis Todo-o-Terreno para Quads, e com duas vitórias conquistadas nas cinco corridas já disputadas liderada com uma vantagem de seis pontos sobre o francês J.F. Caillet, piloto oficial da Bombardier.

Para o piloto português do FHM Desert Quad Team, esta aposta “está felizmente a ser bem sucedida mas tem sido um ano muito difícil. O ano não começou nada bem já que fomos impedidos de participar na prova da Argentina depois do camião que transportava a minha moto, ter tido um acidente. O nosso arranque foi em Marrocos com um excelente segundo lugar a que se seguiu uma vitória no Rallye do Oriente, disputado na Turquia. Foi aí que comecei a sentir que podia lutar pelo título. Infelizmente, ao contrário dos anos anteriores o Rali dos Sertões, no Brasil, não me correu nada bem e terminei apenas na 4ª posição mas em compensação tive a sorte pelo meu lado nos Faraós não só pela vitória mas também porque o meu mais directo adversário acabou por desistir. O mais importante todavia é que continuamos sem registar qualquer abandono desde 2000. Já são quase duas dezenas de corridas e mais de 50.000 quilómetros onde, nas provas internacionais, nunca dei uma queda. É nesta fiabilidade que aposto para levar o título mundial, mas vai ser uma luta muito renhida pois estamos separados por pouquíssimos pontos e o Caillet tem um andamento muito forte. Vai ser uma corrida com 9 quads e só posso ficar duas posições atrás dele pelo que está tudo ainda em aberto. Espero acabar em forma esta, que vai ser a minha ultima corrida em quad, e penso que abri uma nova disciplina para os quads em Portugal, que segundo sei, já vai ter continuação no Dakar." salienta Ricardo Leal dos Santos.

Campeonato do Mundo (após 6 provas)
1º Ricardo Leal dos Santos, 90 pontos;

2º J.F. Caillet, 84;
3º C. Declerk, 50."

in www.quadmania.com


Boa sorte Ricardo! Estamos contigo!

segunda-feira, novembro 07, 2005

Esta foi muito fixe!

Grande volta a de ontem! Uma verdadeira loucuria!
Senão vejamos:

- o Cagaitas já não chegou ao Bar 2 :)




- o Moxo... como é que hei-de dizer... quase que atascou.
Tava a ver que a deixávamos lá... para fóssil!







*


- no Zé da Lixívia, entre o cozido e as febras mas já no segundo púcaro, quem é que se lembra de aparecer?




- por fim o Braz, já um bocadito de nada constipado, olha... foi o que se pode ver... ele foi duas rodas, ele foi três rodas e
nem a APE50 lhe escapou!


- pelo meio ainda
houve tempo para o Jonas furar, para o Marco Pimba capotar e para o Tomaz (para não parecer sempre o mesmo) mandar um valente terno e voltar a partir o guiador.


Bela volta, sim senhor! Haja muitas assim!


* algures na zona do asterísco, embora não tenha grande importância, aliás, absolutamente nenhuma, a minha 450 constipou-se. Nada que uma biela nova e mais umas coisitas não resolvam. Como eu disse, nada de importante. Nem sei para que é que escrevi isto...

sexta-feira, novembro 04, 2005

1º Mega Passeio TT Puro Aço




No próximo dia 19 de Novembro irá realizar-se o 1º Mega Passeio TT Puro Aço, que terá lugar na zona de Mora.
Para mais informações visitem a página http://puroaco.paginas.sapo.pt

Cumprimentos,
TX

quinta-feira, novembro 03, 2005

Mazum atascado no Porto de Santarém

Ò Gordo, quando ela trancou parecias um pato a aterrar de bico!

http://www.teamxanfre.com/video/mazum_atolado.mpg

Algures entre a Tramaga e a Ervideira

Esta é, sem dúvida, a subida mais marada que algum dia fiz.
http://www.teamxanfre.com/video/pita_grizzly.avi
http://www.teamxanfre.com/video/pita_450.avi